adubação

  • O cultivo integrado da soja com pastagens é uma das principais formas para diversificar os sistemas de produção de grãos no Brasil. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o efeito de intensidades de pastejo em U. ruziziensis, de épocas de dessecação desta em relação à semeadura da soja e da adubação da cultura com nitrogênio mineral sobre o crescimento e o desempenho produtivo da cultivar de soja NK 7059 RR. Foram testadas três alturas de manejo da pastagem de U. ruziziensis (15, 35 e 50 cm), pastejada de forma contínua por seis meses, além de um piquete sem pastejo, constituindo quatro experimentos distintos. Em cada experimento foi utilizado o delineamento de blocos completos casualizados, com três repetições, em esquema de parcelas subdivididas. Nas parcelas foram alocadas quatro épocas de dessecação da pastagem (35, 28, 20 e 8 dias antes da semeadura da soja) e, nas subparcelas, a adubação nitrogenada na soja (sem N ou com 30 kg de N ha-1 na semeadura). Após a análise estatística de cada experimento, realizou-se análise conjunta. As intensidades de pastejo não afetaram significativamente o crescimento e o desempenho da soja cultivada em sucessão. O aumento do intervalo entre a dessecação e a semeadura da soja e a adubação nitrogenada na cultura incrementaram o crescimento e o acúmulo de N no início do ciclo de desenvolvimento da cultura, mas essas diferenças foram inexpressivas no período reprodutivo, não afetando a produtividade de grãos.

  • Resumo: Com o aumento da demanda mundial por alimentos e a crescente preocupação com a preservação do meio ambiente, busca-se alternativas de produção mais sustentáveis, que exerçam menor pressão ambiental aos recursos naturais disponíveis e consequentemente maiores benefícios econômicos. Uma alternativa aos sistemas tradicionais são os sistemas de integração, caracterizados como rotações de culturas e um mesmo espaço físico, no mesmo período ou em períodos diferentes, promovendo sinergia entre os componentes. Segundo Macedo (2009), a integração Lavoura Pecuária demonstra ser uma alternativa eficiente na recuperação de pastagens e em manutenção da produtividade, esses componentes interagem em vários aspectos, como: manejo, física e biologia do solo e também o aumento de renda aos produtores, gerando um maior benefício social ao campo. Este trabalho tem por objetivo analisar a interação dos custos com adubação e uso do solo com a geração de receita de dois sistemas de integração Lavoura-Pecuária.

  • Resumo: Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF); Preparo e seleção de material de plantio de mandioca; Diversificação da produção e segurança alimentar; Manejo da cultura da goiabeira: Práticas culturais; Adubação verde - Opões para outono/inverno, primavera/verão e especies perenes; Planejamento alimentar na bovinocultura leiteira; Cultivares de feijão; fixação biológica de nitrogênio: Uso de inoculante no feijoeiro; Milhos especiais da Embrapa - Variedades e multiplicação para a agricultura familiar; opções para diversificação na segunda safra. Integração lavoura - pecuária. Consórcio milho - braquiária; Sistemas agroflorestais em bases agroecológicas; Adubação verde e plantio direto em sistemas de base agroecológica; Aproveitamento de materiais orgânicos e produção de húmus; compostagem; Produção de mudas de videira; Baculovírus erinnyis para o controle biológico do mandarová da mandioca.

Associadas Rede ILPF

Secretaria Executiva