Melhoramento de pastagem, sistemas intensivos de produção, rações alternativas para bovinos e controle de pragas em pastos estão entre as tecnologias apresentadas em dois eventos que a Embrapa realiza nesta quarta (12) e quinta-feira (13), no município de Bom Jesus do Tocantins, região Sudeste Paraense.

Os eventos apresentam tecnologias e boas práticas para o fortalecimento da pecuária leiteira na região que é responsável por cerca de 70% de todo leite produzido no Pará, algo em torno de 615 milhões de litros (IBGE/2017), o que posiciona o estado como o segundo maior produtor de leite da Região Norte.  

Segundo Bruno Giovany de Maria, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Amazônia Oriental, apesar da cadeia produtiva do leite estar entre as mais importantes do estado, ela ainda apresenta um baixo nível tecnológico, principalmente quando comparada aos grandes centros produtores brasileiros. “Já tivemos avanços na região, mas a atividade leiteira ainda é caracterizada por sistemas produtivos pouco especializados, com um modelo ineficiente e de baixo retorno econômico para o produtor”, afirma.

Entre os problemas identificados pelos produtores e técnicos que atuam na região, continua o especialista, estão a degradação das pastagens, a falta de alimento para os animais na época seca, o controle sanitário deficiente, entre outros.

“Com o dia de campo queremos demonstrar na prática soluções para os gargalos tecnológicos identificados pelos produtores”, afirma Arystides Resende, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental.  

O Dia de Campo (12) é realizado na Fazenda Riacho Grande, em Bom Jesus do Tocantins, e conta com duas estações de demonstração de tecnologias. A primeira trata do sistemas integrados de produção, que buscam intensificar a atividade leiteira; e a segunda vai apresentar a recuperação, reforma e manejo de pastagens em sistema convencional e rotacionado.

No dia 13 (quinta-feira), técnicos e produtores participam de curso no auditório da Secretaria de Agricultura de Bom Jesus do Tocantins e na Fazenda Liberdade (BR 222, Km 67). A programação envolve técnicas para produção de silagem, rações alternativas para alimentação de bovinos, controle de cigarrinha na pastagem e de carrapatos em bovinos. Confira abaixo a programação completa.

O Dia de Campo e Curso “Desafios tecnológicos para o fortalecimento da pecuária leiteira no Sudeste Paraense” é uma realização do projeto Amapec, um dos 19 projetos da Embrapa no Fundo Amazônia, com o apoio da Prefeitura de Bom Jesus do Tocantins e da Emater Pará.

 

Sobre o Fundo Amazônia

A Embrapa participa do Fundo por meio do Projeto Integrado para a Produção e Manejo Sustentável do Bioma Amazônia (um conjunto de 19 projetos), cujo objetivo geral é promover a recuperação, conservação e uso sustentável da Amazônia. O Projeto é conduzido sob quatro grandes temáticas: monitoramento do desmatamento e da degradação florestal e serviços ecossistêmicos; restauração, manejo florestal e extrativismo; aquicultura e pesca; e tecnologias sustentáveis para a Amazônia.

O Fundo Amazônia é operacionalizado pelo BNDES. Saiba mais clicando aqui.

 
Foto: Ronaldo Rosa
 

Ana Laura Lima (MTb 1268/PA) 
Embrapa Amazônia Oriental 

Contatos para a imprensa 
 
Telefone: (91) 3204-1200 / 99110-5115

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

 

Para mais notícias, acesse: www.embrapa.br

Associadas Rede ILPF

Secretaria Executiva