Dia de campo no Sítio Universitário Unicep aconteceu sábado

Para entender como funciona a integração lavoura-pecuária (ILP) e as vantagens desse sistema, produtores, técnicos e estudantes participaram de dia de campo. O evento ocorreu no sábado, 29 de junho, no Sítio Universitário Unicep, em São Carlos (SP).

Os participantes visitaram três estações. Na primeira, os pesquisadores Alberto Bernardi e José Ricardo Pezzopane apresentaram o que é ILP e ILPF, os conceitos e fundamentos desse modelo de produção.

Os especialistas citaram as principais modalidades de integração, oportunidade que esses sistemas oferecem para diversificação de renda e os requisitos para iniciar lavoura em área de pecuária e vice-versa.

Como foi implantada a integração de pastagem com milho no sítio universitário foi relatada pelo administrador operacional Rodrigo Rodrigues na segunda estação. Em janeiro deste ano, foram cultivados quatro hectares de milho com capim piatã e paiáguas. O milho foi colhido no final de abril para silagem, usada para alimentação do rebanho leiteiro. “A integração melhorou a fertilidade do solo e, consequentemente, propiciou uma pastagem de melhor qualidade”, explicou Rodrigues. Segundo ele, a intenção é dobrar a área de integração na próxima safra.

Na estação sobre produção de silagem com qualidade, o pesquisador André Pedroso abordou quais os tipos de silagens e de silos, quais as características das forragens que devem ser observadas no processo de ensilagem, detalhou as etapas de produção desse alimento e as principais plantas forrageiras ensiladas no Brasil.

O produtor José Arthur Antunes, de Araraquara (SP), participou do dia de campo em busca de mais informações sobre a ILP. Ele trabalha com cana e gado de corte. Antunes pretende integrar uma área de 12 hectares em sua fazenda. “Estou atrás de informações técnicas sobre a melhor maneira de fazer a integração na minha propriedade”, conta.

Rodrigo Modulo, de Tietê (SP), é engenheiro florestal e presta consultoria técnica em todo o país. O interesse dele no evento foi conhecer as novidades e os resultados das pesquisas da Embrapa com sistemas integrados de produção para levar aos seus clientes.

Para Hélio Omote, coordenador do evento, a realização de Dias de Campo contribuem para o intercâmbio de conhecimentos entre produtor, técnico e pesquisadores, e, dessa forma, ampliar a adoção desses modelos sustentáveis de produção agropecuária. O dia de campo foi promovido pela Embrapa Pecuária Sudeste e
Unicep (Centro Universitário Central Paulista).

 

 

Foto: Gisele Rosso

Gisele Rosso (MTb/3091/PR) 
Embrapa Pecuária Sudeste 

Contatos para a imprensa 
 
Telefone: (16) 3411-5625

 

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Para mais notícias, acesse: www.embrapa.br

Associadas Rede ILPF

Secretaria Executiva