Publicações

Todos os Downloads
Número de Downloads: 136
Ordenar arquivos por:
Padrão | Nome | Autor | Data | Visitas

Resumo: Several studies indicate that the use of integrated production systems, such as integrated crop-livestock-forest systems (ICLF), improves the quality of the soil and consequently the sequestration of organic carbon in the soil. In this way, this work aims to evaluate the carbon stocks in soil under different management systems in the Cerrado/Amazonia transition zone, namely: ICLF, no-tillage, pasture and eucalyptus plantation. For this, two soil samplings were done in 2011 and 2014, in the 0 - 5, 5 - 10 and 10 - 30 cm layers. Soil carbon and nitrogen stocks were analyzed. ICLF system was the treatment that obtained the highest percentage of carbon gain (7.8%) after three years of establishment which represents to an increase of 5.5 Mg·ha-1. Management systems, such as ICLF, with minimal soil disturbance combined with crop rotations that contribute to the quantity and quality of residues input, increase soil organic matter content. Carbon stock data show the potential of ICLF systems to increase soil carbon stocks.

Resumo: Na região Amazônica, a utilização de sistemas integrados é uma alternativa promissora para aumentar os estoques de carbono orgânico no solo (COS) e melhorar sua qualidade estrutural. Objetivou-se avaliar o efeito de renques de eucalipto e diferentes sistemas de manejo nas propriedades físicas e carbono orgânico de um Latossolo Amarelo. Os tratamentos avaliados foram: sistema integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) aos dois anos de cultivo, sendo amostrado em duas distâncias a 2,5 m do renque florestal (iLPF2,5) e a 10 m (iLPF10), Monocultivo florestal com Eucalipto (ME) com 2 anos de cultivo, sistema Santa Fé (SSF) e Mata Nativa como testemunha (MN) em quatro profundidades de solo (0-10, 10-20, 20-30 e 30-50 cm). Os atributos avaliados foram COS, densidade, porosidade total, macro e microporosidade. Os maiores teores de carbono orgânico foram encontrados nas camadas superficiais do solo, com redução em profundidade. Os tratamentos iLPF2,5, iLPF10 e SSF apresentaram melhores condições físicas de densidade e porosidade do solo do que o ME quando comparados à MN. Houve diferença de macro e microporosidade nas profundidades dos tratamentos, o iLPF2,5, SSF e MN apresentaram os maiores valores. Os renques de eucalipto no sistema iLPF e o Santa Fé melhoraram as condições de densidade e porosidade do solo, assim como o acúmulo de carbono orgânico. O Monocultivo florestal apresentou o menor acúmulo de carbono orgânico no solo e provocou impacto negativo à densidade do solo na camada 10-20 e 20-30 cm, entretanto, não apresentou perda de porosidade do solo.

Resumo: O estabelecimento do componente florestal em sistema silvipastoril configura-se uma fase crítica, pois os danos causados pelos bovinos podem comprometer o sucesso do sistema. Diante disso, objetivou- -se avaliar a incidência de danos em espécies florestais causados por bovinos em sistemas integrados. Foi utilizado um experimento de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta manejado com as espécies de eucalipto (Eucalyptus urophyla), paricá (Schizolobium amazonicum) e mogno-africano (Khaya ivorensis). A incidência dos danos causados pelos animais nas árvores foi realizada em função da ocorrência na planta: SD = sem dano à árvore; LD = lesão maior do que 5 cm de diâmetro; LC = lesão de casca, sem alcançar o câmbio; LT = lesão do tronco alcançando o lenho pela retirada do tecido cambial. Os plantios de paricá e eucalipto não apresentaram danos causados por bovinos. O mogno-africano foi danificado por bovinos e a presença de danos representou cerca de 83,5% do plantio de um total de 431 indivíduos, sendo classificados como: LD 18,1%, LC 39,2% e LT 26,2%. Entre as três espécies florestais estudadas, o mogno africano foi a que apresentou o maior índice de danos causados pelos bovinos neste estudo

Resumo: Com o aumento da demanda mundial por alimentos e a crescente preocupação com a preservação do meio ambiente, busca-se alternativas de produção mais sustentáveis, que exerçam menor pressão ambiental aos recursos naturais disponíveis e consequentemente maiores benefícios econômicos. Uma alternativa aos sistemas tradicionais são os sistemas de integração, caracterizados como rotações de culturas e um mesmo espaço físico, no mesmo período ou em períodos diferentes, promovendo sinergia entre os componentes. Segundo Macedo (2009), a integração Lavoura Pecuária demonstra ser uma alternativa eficiente na recuperação de pastagens e em manutenção da produtividade, esses componentes interagem em vários aspectos, como: manejo, física e biologia do solo e também o aumento de renda aos produtores, gerando um maior benefício social ao campo. Este trabalho tem por objetivo analisar a interação dos custos com adubação e uso do solo com a geração de receita de dois sistemas de integração Lavoura-Pecuária.

Resumo: O objetivo deste trabalho é estudar o nível de adoção, barreiras e oportunidades para a ILPF no Estado de Goiás. A metodologia utilizada para realizar este trabalho é a pesquisa qualitativa, e o estudo será segmentado em duas etapas, onde na primeira serão realizadas entrevistas semiestruturadas com especialistas na área de ILPF, que são colaboradores da Faeg, pesquisadores da Embrapa e colaboradores da Emater-GO, a fim de levantar dados para a estimação da área adotada de ILPF no Estado.

Resumo: Uma pecuária leiteira sustentável sob o ponto de vista ambiental e econômico é um grande desafio para a região Centro-Oeste do Brasil. Este estudo objetivou avaliar a viabilidade econômico-financeira de sistemas integrados para produção de novilhas leiteiras na região Norte do Estado de Mato Grosso. Foram avaliados dois sistemas para a produção de novilhas, assim identificados: sistema de integração lavoura-pecuária e sistema de integração lavoura-pecuária-floresta. Os sistemas foram monitorados entre 2010 e 2015, durante a fase de implantação e produção na Base Experimental de Produção de Leite em sistemas integrados da Embrapa Agrossilvipastoril em Sinop, Mato Grosso, Brasil. Projetou-se um horizonte para exploração de 14 anos, considerando uma área de 50 ha para cada Sistema Integrado. A partir do uso de planilhas eletrônicas foram projetados os fluxos de caixa para cada sistema para verificar a viabilidade econômico-financeira. Calculou-se o valor presente líquido, aplicando-se as taxas de descontos de 6, 8, 10 e 12 % ao ano. Os sistemas apresentaram valor presente líquido positivo quando submetidos à taxa de 10 % ao ano. A taxa interna de retorno foi de 11,37 % para o sistema integração lavoura-pecuária e a recuperação do capital investido foi de oito anos e oito meses. Para o sistema integração lavoura-pecuária-floresta, a taxa interna de retorno foi de 10,73 % e o tempo de recuperação do capital investido foi de oito anos e três meses. O preço de venda das novilhas leiteiras com prenhez confirmada foi o item de maior influência nos resultados dos sistemas. Os sistemas apresentaram baixo risco econômico-financeiro. Os sistemas integrados de produção de novilhas são financeiramente viáveis, tornando-se boas opções para investimento, recomendando-se a adoção em função do perfil individual do investidor, quer seja pela capacidade de assimilação e gestão da tecnologia, quer seja pela capacidade financeira disponível para investimento.

Associadas Rede ILPF

Secretaria Executiva